terça-feira, 31 de janeiro de 2017



Recomendando toda a série ( aqui está só o primeiro vídeo, mas no canal "Defesa do Evangelho Oficial" encontra-se a playlist inteira).
Eu mesma já estive nestas igrejas, mas graças a Deus, Ele me tirou deste engano e eu consegui enxergar os erros.



segunda-feira, 21 de novembro de 2016

O livro de Apocalipse, série de estudos





Escatologia, um assunto importante pelo qual estive orando, e pesquisando.
 Este estudo aqui, aliás é uma série de estudos no livro inteiro de Apocalipse, ministrado por um pastor da igreja Presbiteriana do Brasil, mostra um visão Amilenista da Escatologia. 

Achei muito bom!

terça-feira, 15 de novembro de 2016

Divórcio e Recasamento



        Sobre Divórcio e Recasamento, de novo.
        Este vídeo é de uma pregação do pr. Paulo Junior, um pastor brasileiro da cidade de Franca, SP. Se não me engano, é batista reformado.

         Também este é um outro tema importante na lista de minhas pesquisas, agora observando um ítem importante, que eu havia passado por alto em outros artigos que publiquei por aqui, mas que facilmente torna-se um argumento para os " divorcistas recasamenteiros": eu creio que o casal que se divorciou e ambos os cônjujes ou um deles já se casou com outro, não pode voltar ao primeiro cônjuje (Deuteronômio 24: 1~4), salvo se ambos não tiverem se casado depois da separação, pois eu creio que é assim que o apóstolo Paulo ensinou, inspirado pelo Santo Espírito, em 1 Coríntios 7: 10 e 11:
" Todavia, aos casados mando, não eu mas o Senhor, que a mulher não se aparte do marido. Se, porém, se apartar, que fique sem casar, ou que se reconcilie com o marido; e que o marido não deixe a mulher."

          ( Relato aqui a minha grande decepção em relação ao ministério "C. B", o qual eu segui por uns 2 e 1/2 anos, ( até recebi em casa um membro daquela igreja, candidato a missionário, que passou uma temporada aqui no Japão. Lembrando, foi mesmo uma grande coincidência!) Aprendi muito com eles, especialmente com sermões de seu pastor principal ( um jovem missionário americano, erradicado com sua família no México), pois ele é esforçado no apego à Palavra de Deus em suas pregações publicadas na net. Eles, como o pr. Paulo Júnior ( se não me engano) também são batistas reformados; pena que neste assunto eles pensem diferente, pois aqueles defendem, ainda que de mau gosto, o recasamento ( aliás, interpretando mal, textos de Mateus 5: 31 e 32; 19: 1~ 12, em 4 vídeos e mais, muito " enroladamente", sempre batendo numa mesma tecla, confusa e contraditoriamente; e ao mesmo tempo, evitando ao máximo o contundente Marcos 10: 1 ~12).

           Falando nisto, outra igreja Batista Reformada que expõe sobre o assunto é a Batista Redenção, de Atibaia, SP, do pastor Marcos Granconato e Thomas Tronco; são contra o divórcio e recasamento também, porém têm a postura do " fique como está" ( alegando 1 Coríntios 7: 24), como outros bons pastores, talvez. Mas não creio assim, pois neste texto, o apóstolo Paulo disse que se a pessoa se casou com o descrente , fique como está,  assim com o incircunciso ou com o escravo,  ou o casado ou o solteiro, mas não está falando de pecado e abominação de adultério e outros pecados. Pelo contrário, sobre isto ele deixou bem claro nos capítulos anteriores, 1 Coríntios 5 e 6, assim:

" Não sabeis que os injustos não hão de herdar o reino de Deus? Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus. E é o que alguns têm sido; mas haveis sido lavados, mas haveis sido santificados, mas haveis sido justificados em nome do Senhor Jesus, e pelo Espírito do nosso Deus. Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convém. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma." ( 1 Cor. 6: 9~ 12)

" Mas agora vos escrevi que não vos associeis com aquele que, dizendo-se irmão, for devasso, ou avarento, ou idólatra, ou maldizente, ou beberrão, ou roubador; com o tal nem ainda comais." ( 1 Cor.  5: 11)

            Então, o que entendo é que aqui se fala de santificação, separação do pecado. E ali no cap. 7: 24, " Irmãos, cada um fique diante de Deus no estado em que foi chamado." Então, isto é para os casados com descrente ( o quanto puder, ver versos posteriores), para os incircuncisos, para os escravos, para os casados e para os solteiros; mas não para os adúlteros, devassos, idólatras, efeminados, sodomitas, ladrões, avarentos, bêbados, maldizentes, roubadores! Estes devem se converter ao Senhor Jesus Cristo em fé, arrependendo-se e deixando os pecados, pela graça e poder sobrenaturais de Deus, numa vida e andar cheios do Espírito Santo.

Efésios 5: 8~ 12 diz: " Porque noutro tempo éreis trevas, mas agora sois luz no Senhor; andai como filhos da luz ( porque o fruto do Espírito está em toda a bondade, e justiça e verdade); aprovando o que é agradável ao Senhor. E não comuniqueis com as obras infrutuosas das trevas, mas antes condenai-as. Porque o que eles fazem em oculto até dizê-lo é torpe."

            E o exemplo do princípio dos últimos capítulos de Esdras e Neemias cabem, sim, aqui neste caso, pois não se trata de pragmatismo ministerial de igreja, conveniência ou dó, mas nestes casos de Esdras e Neemias, quem estava casado e mesmo o que  tinha filhos com pessoas estrangeiras a Israel, contaminando o povo escolhido, deveria expulsar e realmente mandaram-os para fora do seu meio. Portanto acredito que divorciados e recasados, ou seja, em situação de adultério e poligamia, devem se separar ao se converterem ao verdadeiro Evangelho, e fazer o melhor que puderem por seus filhos, dando o exemplo de um verdadeiro compromisso com o Salvador, que disse que para segui- lo é preciso negar-se a si mesmo e tomar a sua cruz ( Marcos 8: 34; Mateus 16: 24; Lucas 14: 26- 27; Mateus 10: 37- 38)
            E pela boa interpretação ( sincera e honesta hermenêutica), o que foi abolido na velha aliança ficou claro, bem como os princípios de santificação que permanecem, bem explicadas, nas cartas do apóstolo Paulo.

            Quero ficar com a verdadeira interpretação da Palavra de Deus.
         
            Amém, que o Senhor dos senhores nos ajude nestes tempos do fim! E Maranatha!